[+18] Entrevista com BRÄO + Resenha de Cornücópia

cornucopia1

BRÄO é ilustrador, animador, professor de desenho e pintura na Quanta Academia de Artes, em São Paulo. Depois de ficar um tempo sem desenhar, voltou através do hábito de desenhar em sketchbook. Ele preenchia 4 a 5 sketchbooks por ANO – é MUITA coisa ! Então fez um compilado com suas melhores artes e fez um financiamento pelo catarse.

Em 2014 nasceu Bad Women.

O projeto teve 412 pessoas financiando, com um total de 156% de aprovação, tudo isso no seu primeiro projeto pelo catarse. Então em outubro de 2015, começou outro projeto chamado Cornücópia.

Cornücópia é um quadrinho erótico totalmente em preto e branco. Cornücópia é para adultos completamente desaconselhável para menores de 18 anos. Aqui vai uma breve sinopse

“A cornucópia é um simbolo antigo, presente na mitologia grega e representado em obras de arte através dos séculos. É uma representação de fartura e abundância. Em Cornücópia, o leitor passeia por um momento no tempo de total fartura e abundância sexual, multiracial, multigênero. Sem rédeas, personagens específicos e diálogos.Como todo livro erótico, Cornücópia, não é sobre a história, mas sim sobre sensações.”

Depois de bater duas metas, 534 apoiadores e 187% de aprovação no catarse, Cornücópia nasceu.

BRÄO nos concedeu uma entrevista no dia (09/12/15).

Primeiramente quero te parabenizar pelo belo trabalho que você tem apresentado e por conceder essa entrevista para o Arte de Quinta! Então, queríamos saber como surgiu esta obra e como Bad Wömen influenciou na criação de Cornücópia.

Obrigado vocês pela oportunidade e elogios! Bom, Cornücópia surgiu de uma vontade de fazer quadrinho erótico antes de qualquer coisa. Não é como se eu tivesse uma história erótica específica na cabeça e quisesse fazer, era o contrário, eu queria fazer qualquer história que fosse erótica, pelo simples fato de ser erótico. Daí eu comecei a pensar em temas e na história que queria contar. Na real, acho que Bad Wömen não teve influência no Cornücópia, a não ser que você considere o sucesso da campanha no catarse, isso sim me incentivou a fazer a campanha do Cornücópia. Mas não teve ligação criativa entre os dois.

De onde veio a decisão de fazer esta HQ em preto e branco e não colorida?

Acho que já fui descritivo demais nas páginas, rs, não precisava de cor para intensificar isso. Acho que o PB adiciona uma elegância necessária para a temática que eu usei.

miller2
“Acho que o PB adiciona uma elegância necessária para a temática que eu usei.”

A “câmera” que você utilizou na maioria das vezes é estática, dando mais ênfaze nas personagens e suas posições. Como você teve essa ideia ?

Eu queria passar a sensação de que você estivesse assistindo aquilo ali acontecendo na sua frente. Você, como leitor, é um mero espectador daquela orgia. Eu queria que você fizesse parte daquilo, é como se fosse uma transposição, você está lá, vendo aquilo. Por isso o final da história é do jeito que é, É uma mensagem escondida.

Vendo os desenhos do Making Of e da versão final de Cornücópia, posso notar que você se inspirou muito no Crepax e no Howard Chaykin. Teria mais artistas para a sua inspiração ?

Com certeza!! Duas grandes inspirações minhas, não só no desenho mas no tipo de história que contam. Outra grande inspiração foi o Moebius. Seu livro, Garras de Anjo, foi definitivo para eu achar a narrativa certa para Cornücópia.

garras de anjo moebius
Garras de Anjo, Obra definitiva para criação de Cornücópia

Você optou por desenhar mulheres sem exageros como vistos nos quadrinhos de heróis convencionais, como teve esse insight ? Sério, suas mulheres são as mais lindas que eu já vi em qualquer quadrinho ou ilustração!

Muito obrigado!! Bom, eu desenho o que vejo. Não gosto da versão ‘idealizada’ da mulher, dessa representação forçada que chega a ser nociva tanto para as mulheres quanto para os homens. Acho que a mulher precisa ser melhor representada, ser mais forte, elas são mais fortes. Essa história de sexo frágil é balela.

miller3
“Essa história de sexo frágil é balela.”

O que os leitores do Arte de Quinta podem esperar de Cornücópia ?

Cornücópia é um passeio que acontece diante de você e você não pode fazer nada. Você pode se sentir de diversas maneiras ao ler, as vezes vai gostar, as vezes não, as vezes vai se sentir confuso, curioso e as vezes, até chocado. Foi feito para sentir e pensar, apesar de, em primeira instancia, parecer apenas uma orgia, tem uma mensagem, tem um história.

Agora para finalizar com chave de ouro. Você tem lido algum material mensal ou encadernado que possa indicar para os leitores do Arte de Quinta ?

Material mensal eu parei de ler faz um tempo, não consigo acompanhar mais. Tenho mais interesse por histórias fechadas. O último que li foi Caravaggio do Milo Manara, excelente material! Antes, li Lavagem, do Shiko, coisas do Enki Bilal e como saí da CCXP agora, estou com uma porrada de quadrinho nacional de excelente qualidade para ler!! Tem muita coisa saindo daqui do Brasil que é muito superior ao usual quadrinho americano mensal que consumimos tanto aqui. Não me leve a mal, eu adoro muito quadrinho Marvel, DC, etc, mas tem muita coisa boa aqui tb e precisa ser valorizado!

manara e shiko
Caravaggio do Milo Manara e Lavagem do Shiko

BRÄO, muito obrigado por conceder à Arte de Quinta esta entrevista. Sua HQ é uma obra de arte, sério que coisa linda! Para as pessoas que se interessarem pela sua HQ, onde elas podem encontrar para comprar ?

Eu que agradeço o convite, foi um prazer! Agradeço os elogios! Eu agora estou no processo de enviar o livro para os apoiadores, mas até o fim do ano o livro com certeza estará no site da Ugra Press e algumas livrarias especializadas aqui em SP. Mas o site da Ugra definitivamente é onde você encontrará o livro para comprar de qualquer lugar do Brasil.

 

cornucopia

Agora vamos para a resenha desta lindeza! Lá estava eu vagando pelo facebook quando vi uma foto do projeto no catarse compartilhado pelo Daniel Lopes do Pipoca e Nanquim. Resolvi apoiar o projeto na hora.

Depois de um tempo esperando o encadernado, chega no meu email um Making Of enviado pelo próprio BRÄO, para dar aquele gostinho de quero mais. Então no dia 08 de dezembro de 2015, recebo em meu email uma versão digital da HQ. Eis a dúvida, leio ou espero o encadernado vir pelos correios ? Claramente não consegui esperar.

Eu queria saber como uma HQ com 4 balões consegue ser melhor e mais expressiva do que histórias gigantescas com 10 balões ou mais em uma página. Tive que ler e reler pelo menos umas 3 vezes para absorver esta obra e eu diria que Cornücópia não se trata de uma história e sim de sensações.

Cada quadro é uma sensação diferente, com pessoas e sexos diferentes. BRÄO não tem pudor nem medo das pessoas com mente retrógrada ou preconceituosa. Ponto mais do que positivo para a obra, além de agradar pessoas de sexos e gostos variados, dá mais profundidade para a obra.

Outro ponto fundamental para tornar Cornücópia tão perfeito é o desenho. Que desenho mais lindo, quantos detalhes, quantas nuances e tudo isso em preto e branco, o que mais me impressiona. As mulheres desenhadas pelo BRÄO são de uma sutileza e de uma realidade sem igual. Aqui você você não vai encontrar nenhum exagero como visto nos quadrinhos convencionais.São as melhores mulheres que eu já vi em quadrinhos ou ilustrações.

Na maioria das vezes a “câmera” é fixa, inserindo você como  um personagem dentro daquela orgia louca. E no final a “câmera” faz todo o sentido.

12316340_1242430362439416_5451400417830396132_n
Edição Impressa de Cornücópia. Imagem Cedida pelo Daniel Lopes, do Pipoca e Nanquim. 

Não posso falar mais nada para não estragar a leitura de vocês. Com um acabamento luxuoso, arte linda, história intrigante, garanto que você vai ter uma experiência única com Cornücópia.

Vocês sabiam que Cornücópia é uma música do Black Sabbath ?

 

Anúncios

2 comentários sobre “[+18] Entrevista com BRÄO + Resenha de Cornücópia

  1. Conheci o Trabalho do Bräo uma semana antes de encontrá-lo na CCXP. No sábado, fui correndo ao estande no Artist Alley comprar o maravilhoso Cornucopia. Não me arrependo da compra!

    Além do acabamento fino do livro, o traço é muito expressivo sem ser exagerado e o cuidado na retratação das cenas, na fotografia, bem como a dinâmica das páginas pares e ímpares (deixarei vago para evitar spoilers) é uma surpresa muito bem-vinda. Como fotógrafo de boudoir e erotica, aprecio muito qualquer tipo de expressão dentro dessa temática e acho que o Bräo se deu muito bem.

    Está de parabéns pela habilidade e pela coragem de enfrentar o desafio do mercado adulto no Brasil! E parabéns ao Arte de Quinta por promover um artista tão interessante.

    Curtido por 2 pessoas

    1. Realmente Guilherme, é um desafio e tanto fazer algo erótico aqui no Brasil. Ainda bem que temos pessoas que nem o BRÄO para enfrentar isso e além do mais é uma bela de uma obra prima !

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s